A atualização do subsídio de refeição, aos trabalhadores da Administração Pública.
A atualização do subsídio de refeição, aos trabalhadores da Administração Pública.

O subsídio de refeição, instituído pelo Decreto -Lei n.º 57 -B/84, de 20 de fevereiro, teve a sua

última atualização efetuada pela Lei n.º 42/2016, de 28 de dezembro.

Considerando o tempo entretanto decorrido desde aquela atualização, tendo ainda presentes

o atual contexto de inflação que afeta diretamente o poder de compra dos trabalhadores e a necessidade

de contribuir para a mitigação dos seus efeitos através do reforço dos benefícios sociais a

conceder pelo empregador público como comparticipação nas despesas resultantes das refeições,

impõe -se a atualização do mesmo.

Foram observados os procedimentos previstos na Lei Geral do Trabalho em Funções Públicas,

aprovada pela Lei n.º 35/2014, de 20 de junho, na sua redação atual.

Foi ouvida a Associação Nacional de Municípios Portugueses.

Assim:

Ao abrigo da alínea a) do n.º 3 do artigo 347.º, da alínea f) do n.º 1 do artigo 350.º e do n.º 1

do artigo 354.º da Lei Geral do Trabalho em Funções Públicas, aprovada pela Lei n.º 35/2014, de

20 de junho, na sua redação atual, do Decreto -Lei n.º 57 -B/84, de 20 de fevereiro, na sua redação

atual, e do n.º 2 do artigo 13.º e do n.º 1 do artigo 18.º do Decreto -Lei n.º 32/2022, de 9 de maio, na

sua redação atual, manda o Governo, pela Ministra da Presidência e pelo Ministro das Finanças,

o seguinte:

1 — O montante do subsídio de refeição é atualizado para € 5,20 (cinco euros e vinte cêntimos).

2 — A presente atualização do subsídio de refeição produz efeitos a 1 de outubro de 2022.

A Ministra da Presidência, Mariana Guimarães Vieira da Silva, em 17 de novembro de 2022. —

O Ministro das Finanças, Fernando Medina Maciel Almeida Correia, em 16 de novembro de 2022.

Parceiros
Primavera
Sage
wintouch
SysDev
Certificações
APCER DGERT
Política de cookies

Este website utiliza cookies para melhorar a sua experiência.   Saiba mais

Concordo